sábado, 27 de dezembro de 2014

Nenhuma Novidade!





Naamã era um comandante do exército sírio que estava com lepra.


Para ser curado, foi atrás do profeta Eliseu, mas esse não o recebeu 

pessoalmente e mandou um recado dizendo que era para se banhar em um

rio para que fosse limpo da doença. 


Mesmo contra sua vontade, assim ele o fez e foi curado (2 Reis 5:1-14).


O comandante quis retribuir a bênção oferecendo tudo o que tinha, mas

Eliseu não quis (2 Reis 5:19).


Vendo Geazi, servo do profeta, que ele recusara os presentes, 

depois que Naamã saiu, foi ao seu encontro para ver se conseguia 

algo para si. 


Para isso, mentiu, dizendo que estava ali a mando do profeta 

(2 Reis 5:20-24).


Ao voltar para casa, Eliseu perguntou onde Geazi estava. 


Porém, para sustentar sua mentira, mentiu novamente. 


O profeta percebeu que não estava falando a verdade, explicou que ele não

poderia fazer aquilo e, assim, Geazi foi tomado pela lepra que antes estava

em Naamã (2 Reis 5:25-27).



Ele desejou ter 


Geazi era um homem que desejou ter mais do que era direito dele, e para

isso mentiu. 

Foi ganancioso, cobiçou o que não era dele e não mediu esforços para

conquistar.


Quantos são aqueles que fazem de tudo para ter aquilo que se acham no

direito de ter? 

E com isso usam de todas as suas ferramentas, principalmente a mentira, 

que acaba tomando proporções maiores, a ponto de ter que mentir cada vez 

mais. 


E então, sua vida torna-se mentira palpável e nem ele sabe o que é

verdadeiro ou falso.

Geazi é um exemplo do que não podemos ser como seres humanos:

gananciosos e mentirosos.


Precisamos lembrar todos os dias de que “mentira tem perna curta” e 

sempre traz doenças na alma e no corpo, que, somente com muita fé e 

conserto pessoal com Deus, podem ser curadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CALÚNIA?

Existem pecados que atingem, ferem e fazem mal não só ao que o comete, mas também a outros próximos.  Um destes pecados é o escândalo, ...