sexta-feira, 31 de julho de 2009

É Necessário pensar sobre isso.....

Crise de Caráter ou é contumácia?


Vós sois o Sal da Terra ou Luz do Mundo!


Isto é válido para os nossos dias?


Por que então vemos ocorrer o contrario e muitos não estão nem aí, para seus compromissos e suas palavras não merecem crédito de nada!


São exímios “pregadores”, mas, mas, mas,....


Caloteiros de carteirinha!


Sei que o presente assunto não é para muitos apreciado, me questiono a cada dia que ouço de pessoas decepcionadas com este ou aquele, pois ao vender confiando na honestidade do “santo” ficou com o prejuízo e ainda por cima perdeu o amigo’!



Do ponto de vista dos credores, o melhor indicador de integridade de um empresário é a forma pela qual ele paga suas contas.


Você pode contar uma história convincente para persuadir os outros de que é uma excelente pessoa nos negócios, todas as suas boas palavras e esforço nada significam para eles, se não receberem o devido.




É verdade que ocorrem circunstâncias nos negócios que por vezes nos impedem de cumprir integralmente o que prometemos fazer, deixando-nos incapazes de saldar nossos compromissos, apesar de nossas melhores intenções.


Diante da adversidade e questões difíceis se tornam grandes demais para administrar, a maior parte das empresas opta pela falência, usando este recurso legal para eliminar o maior número possível de dívidas e jamais olhar para trás.


É como se obrigações financeiras não cumpridas, jamais tivessem existido.

Este não foi, contudo, o caminho seguido por certo homem que chamarei de Jaime.


Este assumiu a direção dos negócios de sua família quando a empresa se viu forçada a pedir falência.


Com dívidas, a família ofereceu aos credores opções de acerto conforme a possibilidade de pagamento e tempo para tal.


Mas suspeito que nenhum deles contava com o que Jaime tinha em mente.


Jaime acreditava na advertência encontrada em Provérbios 3.27: “Não detenhas dos seus donos o bem, estando na tua mão poder fazê-lo.”

Jaime acreditava que, embora os credores estivessem dispostos a concordar com apenas o total do valor que lhes era devido, ainda assim eles mereciam todo o seu dinheiro – até o último centavo.


Foram precisos anos, mas ele finalmente pôde agir.



Jaime contatou cada um dos credores e lhes pagou o que devia.


Ao longo dos anos, muitos desses credores provavelmente fizeram observações depreciativas sobre sua experiência com os negócios de Jaime.


Mas ao receber o pagamento das dívidas, certamente seus pensamentos e comentários mudaram.


As ações de Jaime falaram mais alto do que palavras jamais poderiam fazer.



Ao pagar totalmente os credores, Jaime estava não apenas pondo em prática a advertência bíblica em que acreditava, mas estava também vivendo sua fé como seguidor de Jesus Cristo, ao executar dois de Seus ensinamentos de forma prática e tangível:


“Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam” (Mateus 7.12).

“Ame o seu próximo como a si mesmo” (Mateus 22.39).

Tivessem os papéis se invertido e Jaime fosse um dos credores a quem se devia uma soma substancial, ele sabia que seu desejo seria receber o pagamento total, se possível.


Assim, ele determinou que buscaria uma forma de tratar seus próprios credores da maneira que desejaria ser tratado.


No processo, Jaime claramente demonstrou ser um homem – de caráter e convicções firmes.



Se desejar liderar com integridade e tiver dívidas que não puder pagar, lembre-se do exemplo incomum, mas louvável, de Jaime.


Seus credores merecem que você faça o que é certo.


Quando finalmente lhe for possível agir, experimente um caminho novo, ainda que contra-cultural: Pague o que deve integralmente.

Um comentário:

  1. Olá, pedimos a vc que nos ajude a divulgar nosso blog, onde juntos podemos saquear o inferno e pessoas a terem um encontro com o Todo Poderoso Deus.
    Divulgamos todos, passe para seus seguidores
    obrigado link abaixo.
    http://upajagaleradecristo.blogspot.com/
    Paz no Senhor

    ResponderExcluir