sexta-feira, 6 de novembro de 2009

NÃO HÁ ATALHOS!!

NÃO HÁ ATALHOS

- Lc.10/2 – “E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara.”·

Definitivamente, a questão não é a falta de pastores, mas sim a qualidade e a velocidade com que eles são formados, produzidos ou ordenados.

Que a igreja tem experimentado um crescimento, isto é obvio, pois a mesma é viva e como tal cresce, mas o que me intriga é: estão estes, prontos para responderem a necessidade desta igreja que já esta aqui e a que esta sendo formada?

· Vemos uma corrida aos púlpitos, estamos fabricando um sem numero de pregadores, mas não estamos preparando apascentadores, estamos produzindo pregadores profissionais, que não precisam mais do que uma meia dúzia de “bons esboços”, que produzem algum movimento emocional, que por conseqüência garantirá agenda e algum resultado financeiro, mas que nada acrescenta a igreja que os recebe, senão expectativas que ficarão frustradas com o passar do tempo.

· O caminho natural em nossas igrejas era a Cooperação, o Diaconato, o Presbiterato e por fim o ministério como Evangelista ou Pastor.

E este processo não era feito de atalhos, antes era longo e cheio de dificuldades, que moldavam o ministério e o caráter ministerial do postulante.

· Mas, a pressa hoje é grande, por parte dos que almejam o episcopado e por parte daqueles que fora de tempo elegem alguém a uma posição para a qual não esta preparado, ou pior, não foi chamado.

· Jesus deixou uma lição clara a respeito dos trabalhadores.

Ele disse que eles são poucos, ou pelo menos era para ser, mas hoje eles não são poucos, hoje eles não são é trabalhadores que se dispõe ao Reino, mas sim são profissionais que escolheram a profissão de “Ministro do Evangelho” para ganharem a vida com cachês ( “ofertas ?” ), e quem sabe com o passar do tempo conseguirão uma igreja que lhes garanta estabilidade profissional.

· Vejamos a seguinte ilustração: estando você a beira da morte e precisando urgentemente de uma intervenção cirúrgica, é levado ao centro cirúrgico e apresentado a dois médicos,um deles formado precocemente por ter conseguido atalhos na sua formação e o outro formado com tempo determinado e percorrendo o caminho mais longo em sua capacitação médica, sendo não tão jovem, estão ali para serem escolhido por você.

Pergunto: em qual dos dois você confiaria para entregar a sua vida em suas mãos?·

Não é este também o dilema de nossas almas?

Entregaremos nossas almas para serem apascentadas por homens com preparação precoce e que não percorreram o longo caminho da formação ministerial, inexperientes e despreparados para as questões capitais de uma vida?

· Não estou falando da idade biológica apenas, estou falando de homens preparados, como disse Paulo: homens aprovados, que manejam bem a palavra, ou seja que saibam cortar exatamente onde a palavra de Deus riscou!

· Vivemos hoje o mesmo dilema de Abraão e Sara, que estavam debaixo da promessa, mas que por não entenderem o tempo de Deus, pegaram um atalho chamado Hagar.

O objetivo foi alcançado, um herdeiro havia nascido e estava sendo preparado, mas fruto da vontade humana - “Vendo Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual ela dera à luz a Abraão, caçoava de Isaque” Gn.21/9

· Ismael representa os obreiros formados pelos atalhos ministeriais, fora de tempo e fora da vontade de Deus, mas Isaque representa aqueles que nascem de um milagre divino, afinal Deus escolher, chamar, capacitar um homem para o santo ministério não configura ai um milagre?

Mas o conflito estava vivo, Ismael zombando de Isaque, porventura não vivemos hoje algo semelhante, não estão os “Ismaéis” zombando dos Isaques de Deus, os Ismaéis são formados pela rapidez dos atalhos, mas pela mesma rapidez são despedidos, e ou substituídos por fracassarem no propósito divino, pois o compromisso de Deus é com a sua perfeita escolha, e a escolha de Deus, sempre é fora do tempo do homem.

· Rogai ao Senhor da Seara... estamos ouvindo o clamor?

Estamos ouvindo o gemido para que Deus envie os obreiros, ou estamos vendo uma plêiade de homens que tem o cargo, mas não tem a vocação e nem tão pouco o ministério Pastoral.

Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e com inteligência. Jr. 3/15

· A responsabilidade de abastecer o rebanho com pastores é do próprio Deus, é o dono da obra que assume esta tarefa, a nós cabe rogar, pedir, clamar e ter a direção de Deus para identificar os por ele chamados para o santo ministério.

· E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo. Ef.4/11-13

· Reconheçamos a soberania divina na escolha de seus obreiros, e cabe a igreja discernir esta vocação naqueles que são chamados e escolhidos, e treinar estes, fazendo-os trilhar o longo caminho da preparação, que produzirá experiência, maturidade, confirmação do chamado e amor pela causa do Reino.

Pr. JOSÉ MARCOS ANTUNES
Membro do Ministério Assembleia de Deus em Apucarana - Pr.
Responsavel pelo Setor do parque Bela Vista.

http://kerigmas.blogspot.com/

2 comentários:

  1. A Paz do Senhor!

    O mais duro é que se mandarmos isso para alguém muito conhecido do público evangélico, para edificação dele e nossa, e, se conseguirmos que ele leia a mensagem, ele talvez irá se justificar com a seguinte frase "-Vocês tem inveja da prosperidade de meu ministério!";

    Bom seria que nossos obreiros fossem em tudo sujeitos e que o maior, não o fosse segundo a aparência, mas fosse segundo a reta justiça, pois diz o Mestre, a saber, Jesus Cristo, Servo de Deus por excelência: "O maior seja o mais servo";

    Então, quanto maior responsabilidade temos diante de Deus, maior tem de ser a nossa sujeição, em temor a Deus, para a glória de Deus!

    O Senhor seja com cada um de nós, conservando-nos puros para sua volta!

    ResponderExcluir
  2. Precisamos dar um basta nisso que é conhecido como ( ministério etinerante )o senhor desse povo faz uma chamada diferente da Bíblia, enquanto os verdadeiros obreiros são chamados para sofrer as aflições do ministério, esses camaradas são chamados para viverem dentro de aviões hotéis cinco estrelas comer caviar e morar em coberturas de edifícios e mais, só pregam para crentes dentro do conforto de quatro paredes, não sei onde vamos parar, que o SENHOR da seara nos guarde. valeu irmão!!!(Pb. Ademir Sudário, Petrópolis Rj)

    ResponderExcluir

REI DAVI....... Do Pastoreio ao Trono de Israel.... Davi, o filho mais novo de Jessé                                            - I...