quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Então é natal.........?

Festas natalinas?


Reflexão de fim de ano....

Mas o que tenho observado há vários anos, é que os que se dizem cristãos, independentemente da denominação religiosa, estão cada vez mais distorcendo o significado desta data tão importante.

Comemoro o Natal sem esta visão materialista, consumista, inócua que dá ênfase ao velho barbudo, gordo e de roupas vermelhas, pois minha visão a respeito é muito diferente dos que o comemoram.

Para mim, se o principal objetivo do Natal é o nascimento de Jesus Cristo, por que comemorar em um só dia, visto que Ele se faz nascer nos corações de milhares de pessoas todos os dias?

Bem, isto também é assunto para outro post.

O que tem me deixado mais indignado, é que muitos no dia 25 de dezembro têm deixado de lado o contexto religioso, que exalta a alegria do espírito e se lançam em diversos tipos de pecados, tais como: glutonaria, bebedice e orgias das mais variadas.

Atualmente já não dá aquela alegria em sair às ruas e ver o pessoal comemorando, se abraçando, confraternizando e desejando boas novas ao seu semelhante.

Mesmo nas festas realizadas em família.

É só o relógio apontar Zero Hora e o bando de bêbados e glutões, une-se, cantam, trocam presentes entre si, festejando “o menino Jesus”, momentaneamente e de maneira mesquinha e depois se esquecem e caem novamente na farra, dando vazão aos prazeres da carne.

Nós bebemos demais, gastamos sem critérios.

Dirigimos rápido demais,

Ficamos acordados até muito mais tarde,

Acordamos muito cansados,

Lemos muito pouco,

Assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais, amamos raramente

Odiamos freqüentemente.

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver;

Adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.

Conquistamos o espaço sideral, mas não o nosso próprio.

Fazemos coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.

Limpamos o ar, mas poluímos a alma;

Dominamos o átomo, mas não nosso preconceito;

Escrevemos mais, mas aprendemos menos;

Planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar e não a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais

informação,

Produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.

Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta;

Do homem grande, de caráter pequeno;

Lucros acentuados e relações vazias.

Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.

Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.

Uma era que leva essa mensagem a você,

E uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente deixar passar em mórbida vida sem rumo!

Convido e desejo profundamente que nesta época venhamos a agir com verdade!

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.

Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.

Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o)

e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame...se ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor,quando vêm de lá de dentro.

Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao

seu lado, sempre.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Não se esqueça de convidar o Aniversariante!

Um comentário:

  1. Eu nem li tudo e já achei lindo! Eu tinha que escrever aqui e depois terminar de ler porque é isso aí!

    ResponderExcluir

RECOMPENSAS E LAMENTAÇÕES

RECOMPENSAS E LAMENTAÇÕES Texto: 1Corítios 3.1,23 Introdução: Um dos maiores problemas no mundo cristão é tratado na passagem que tem...