domingo, 8 de janeiro de 2012

O Cliente Misterioso ou Mystery Shopper!


Meus caros irmãos!

Nestas idas e vindas á outra América para visitar o filho e familia, tive a oportunidade de fazer algumas viagens com ele no exercicio de sua função na empresa que trabalhava, o que me chamava a atenção era o horario destas saidas, sempre á noite e horários nada convencionais.

Ao convidar dizia: Vamos fazer "visitas/surpresas" aos estabelecimentos que sou responsavel.

Como é comum o uso do drive-thru e os pedidos eram feitos como se fossemos comuns consumidores, planilha nas mãos, fazia um tipo de desenho/código, verificava o atendimento, cortezia, tempo de espera,se oferecia as promoções e ofertas da semana, se o alimento estava fresco, limpeza do páteo e estacionamento, etc...

Quando estacionava o veículo para receber o que havia "pedido", grande era a surpresa: O senhor por aqui esta hora?

Isto me faz lembrar do que ensinou o Senhor Jesus em Mateus 24.45 -51

Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?

Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.

Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.

Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá;

E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,

Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,

E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

O que estamos presenciando em nossas igrejas hoje é um total descaso com o ensino da palavra de Deus e o "povão" assim quer!

Como está o nosso comportamento na ausência do patrão?

E se Jesus Cristo visitar a Igreja que sou pastor, como seria sua impressão com o modo de agir meu e de todos obreiros e membros da mesma?

Isso me preocupa e muito!

Li e copio aqui o seguinte pensamento:

"Com esboço ou sem esboço?

Havia um pastor episcopal que era muito preguiçoso e há muito tempo já havia desistido de preparar os seus esboços de sermões.

Sua congregação era de pessoas de pouco cultura, Ele tinha o dom da oratória, de modo que era muito fácil para ele pregar sem qualquer preparação.

Além de preguiçoso, ele também era muito piedoso, de modo que racionalizava sua preguiça como muitas vezes os piedosos fazem.

Ele fez um voto muito solene: jamais voltaria a preparar os seus sermões, falaria de improviso e confiaria que o Espírito Santo lhe daria o que falar.

Por alguns meses, tudo correu muito bem.

Certo dia, faltando 10 minutos para as 11 horas, na manhã de domingo, um pouco antes de o culto começar, quem entra pela porta da igreja?

O bispo.

Era uma visita de surpresa.

Ele sentou-se num dos bancos.

O pastor ficou imaginando o que deveria fazer.

Não havia preparado o seu sermão.

Pensou que podia enganar a congregação, mas sabia que não conseguiria enganar o visitante.

Ele foi até ao bispo, cumprimentou-o e lhe disse: “Acho que devo explicar-lhe uma coisa.

Alguns anos atrás eu fiz um voto de que nunca iria preparar os meus sermões, mas confiaria no Espírito Santo”.

“Está tudo bem”, disse o bispo, compreendendo muito bem a situação.

O culto começou, mas, no meio do sermão, o bispo levantou-se e saiu.

Quando o culto terminou, o pastor foi para o vestíbulo da igreja.

Encontrou sobre a mesa um bilhete com a letra do bispo e nele estava escrito o seguinte: “Eu te absolvo do teu voto”.

Existe por ai uma falsa ideia; para que a pregação da palavra de Deus seja cheia de unção é necessário que ela venha do improviso, lá na hora em cima do púlpito, os que pensam assim acreditam que não há necessidade de um preparo, um estudo mais aprofundado do tema; sabemos que toda palavra para que se produza efeito tem que vir de Deus, no entanto isto não que dizer que o pregador não deve preparar seus sermões.

Você prepara seus sermões?

Ou prega de improviso?"

Portanto, despertemos pois o dia vem chegando!

Um comentário:

  1. A paz querido Pr. Daniel, meu nome é Salviano Adão do blog; A única verdade em sua própria bíblia. O motivo do meu contato é porque gostaria de fazer uma parceria em nome de Jesus, já postei o blog do querido em minha lista de blog, passa lá depois para dar uma conferida, e gostaria que você também postasse o meu blog em seu blog, mas essa parceria é só se quiser.
    Que Deus abençoe e aguardo o seu contato.

    ResponderExcluir

AS MARCAS DO DISCIPULADO

AS MARCAS DO DISCIPULADO        Textos: Mateus 16.24 INTRODUÇÃO:  Paulo trazia no corpo as marcas de Cristo Jesus (Gl. 6.17).    ...