sábado, 19 de outubro de 2013

O Homem e o dinheiro!

A RAIZ DO MAL

Diz-me um advogado que as lides no tribunal só têm um objetivo: dinheiro.

Dinheiro para o cliente (vencedor).

Dinheiro para o advogado (defensor).



(Os advogados, que não concordarem, por favor, não fiquem aborrecidos comigo, mas com o seu colega.)

Diz-me um lojista que o tratamento cordial para com o potencial consumidor só tem um objetivo: ficar com o dinheiro dele.

(Os comerciantes que pensam diferente protestem contra o seu colega, não contra mim.)
Diz-me um pastor enfatuado com o seu labor na igreja: "eu só estou aqui por causa do dinheiro".

(Os pastores aborrecidos que gostam do que fazem, como eu gosto, não se entristeçam comigo, mas com o seu colega.)

O ônibus que faz o trajeto entre dois pontos carrega as pessoas que podem trazer dinheiro à empresa de transporte.

A construtora levanta o prédio com apartamentos que serão ocupados pelos compradores que tenham dinheiro.

A montadora pensa seus automóveis de olho no dinheiro dos que vão segurar os volantes dos seus veículos.

O dinheiro pode não comprar tudo, mas tudo é feito para quem o tem para comprar.

Então, para ganhá-lo, as pessoas lhe prestam culto, vendem-lhe suas almas, matam e se matam para o ter.

O dinheiro tem olhos que brilham quando é somado, ou melhor, multiplicado.

O dinheiro apaixona.

O dinheiro cega.

O dinheiro torna inimigos os irmãos.

O dinheiro faz escravos os iguais.

O dinheiro seduz honestos ao roubo.

O dinheiro leva puros à mentira.

O dinheiro corrompe os santos.

Só têm um caminho para não ser guiado por ele: é não amá-lo.

O amor ao dinheiro é mesmo a raiz de todos os males (1Timóteo 6.10).

Desejo-lhe um BOM DIA.

Israel Belo de Azevedo




O Dinheiro leva muitas pessoas até bem intencionada no principio, mas, com o andar da carruagem a ganância o faz esquecer os princípios de integridade no trato da coisa pública, alheia!

É um político que se corrompe, um funcionário que diz: Nada ver, posso levar essa caixa de leite aqui...o  patrão não se importa...é aquela funcionária que pensa e diz: Ah! eles tem tanto, que nem vão notar levar essa sandália!

É aquele pastor que se vale do cargo para se beneficiar, põe um terreno da igreja que preside a venda e depois compra bem baratinho, é o automóvel comprado com preço abaixo do mercado, verdadeiro lesa patrimônio eclesiástico, não constitui uma comissão para fazer o devido levantamento e pagar o que é correto, se acha no direito de enriquecer com dinheiro de dízimos e ofertas!

Mete a mão mesmo!

Será que o Céu para estas pessoas é aonde?

E Com isto se tornam presas fáceis de auxiliares que descobrem suas falcatruas, e aí fazer concessões uma necessidade, isso eu chamo de o famoso: Rabo preso! (Desculpem o linguajar!)

Acerto de bastidores sempre visando o lucro pessoal!

As compras nas casas de materiais de construção tem aquele acerto de um percentual por baixo dos panos, não importa que se pague mais caro, o dinheiro não é dele...

Esquecem esses crápulas, que o aposentado, a viúva, o trabalhador, o empresário contribuiu pela fé e aquele dinheiro é consagrado ao Senhor!

Com certeza haveremos de prestar contas ao Senhor que tudo vê, sabe e conhece!

A Hora do acerto de contas virá!

Que Deus se apiede de nós!

Quem for achado fiel e é fiel jamais se chocará com que escrevi aqui!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Estou deprimido e daí, o que você pode fazer por mim?

Não julgue o deprimido



            
Stephen Altrogge
 

É fácil julgar pessoas que estão deprimidas.



Você já teve pensamentos como estes:

Por que eles não conseguem simplesmente sair da depressão?

Eles não estão confiando em Deus? 

Um cristão não deveria ser feliz? 

Eles não devem estar se esforçando o bastante.

Eles não devem estar exercitando sua fé em Deus.  

Eles estão encalhados na descrença.

Esses pensamentos passaram pela minha mente.

Para a minha vergonha.

Eu achava que eu era forte e não conseguia entender por que pessoas deprimidas não conseguiam ser fortes também.

No entanto, Deus tem me mudado lentamente nos últimos anos conforme passo um tempo com pessoas que lutam com a depressão.

Eu estou lentamente aprendendo algumas coisas sobre depressão e como servir aqueles que estão lutando com isso.

Aqui vão algumas coisas que tenho aprendido.

(Observação: Esse post foi lido e editado por um cristão maduro que lutou regularmente com a depressão. Muito do que aprendi veio deles).

Não os julgue


Eu nunca experimentei a depressão, mas, pelo que me disseram, é horrível.

Ela suga sua vida, te debilita, esmaga seu espírito e torna muito difícil pensar com precisão.

Como eu nunca experimentei isso, preciso ser muito tardio em emitir julgamentos quanto aos que estão na escuridão.

Eu não sei como é isso e, até que eu passe por isso, não saberei como é.

Eu não posso falar para uma pessoa deprimida “sair dessa”, assim como eu não posso falar para uma pessoa com dor de cabeça para “sair dessa”.

Simplesmente não funciona desse jeito.

Então, preciso conter meu julgamento e ser cheio de misericórdia.

Seja compassivo



Para a minha vergonha, houve oportunidades em que eu não fui compassivo com aqueles que estão deprimidos.

Eu realmente me arrependo disso.

Depressão é algo terrível e aqueles que passam por isso precisam sentir meu cuidado e compaixão.

Eu preciso transmitir o coração de cuidado paternal que Deus tem.

Eles precisam saber que, mesmo que eu não entenda, eu realmente me importo com eles e que fico triste de vê-los nessa luta.

O que eu não preciso fazer é corrigi-los.

Veja, não me entenda mal, há hora e lugar para gentilmente lembrá-los de confiar no caráter e nas promessas de Deus, mas minha proporção de compaixão e correção deve ser de aproximadamente vinte por  um.

Eu preciso lembrá-los que Deus se importa profundamente com eles, os ama e está com eles na escuridão.

Não ofereça soluções



Pode haver a tentação de oferecer soluções como um livro ou um sermão para uma pessoa que está deprimida.

Geralmente isso não é uma boa ideia.

A depressão torna praticamente impossível se concentrar e destrói totalmente qualquer energia ou motivação que uma pessoa poderia ter.

Na realidade, eu preciso oferecer esperança a essa pessoa.

A falta de esperança é um dos principais sintomas da depressão e o afligido frequentemente tem medo de que a escuridão nunca acabe.

Eu preciso encorajá-los mostrando que Deus irá tirá-los dessa.

 Que isso passará e que Deus virá até eles.

Eu preciso encorajá-los a apegar-se no Senhor com a pequena força que eles tiverem e lembrá-los de que Deus está apegado a eles.

Esses são passos iniciais para ajudar as pessoas, não soluções.

Espero que eles o ajudem a confortar e cuidar daqueles que estão deprimidos.

Não cometa o mesmo erro que eu.

Não julgue o deprimido, cuide dele.

Traduzido por Natália Moreira

REI DAVI....... Do Pastoreio ao Trono de Israel.... Davi, o filho mais novo de Jessé                                            - I...