domingo, 30 de agosto de 2009

Refletir, não custa nada!

Postado na Igreja por Samuel Laurence Guzmán em 25 de agosto de 2008.

Eu estou zangado.

Mais do que isso, estou profundamente entristecido.

Por quê?

Estou cansado do pecado que está tomando lugar em nome de Deus, no mundo virtual da "blogosfera".

Toda essa coisa me lembra uma briga de jardim de infância.

Em nome do combate pela verdade, os cristãos estão literalmente mordendo e devorando uns aos outros de modo excessivamente pecaminoso.

Blogs são criados para apontar erros, levando outros a criarem mais blogs para apontar os erros dos primeiros blogs.

Lutar pela verdade se transformou em algo que está mais perto de uma luta livre.

Cristãos estão literalmente gastando horas e horas por dia na frente da tela de seus computadores trocando disparos e socos.

Em tudo isto, Deus tem sido esquecido, e a maravilhosa, vivificadora e felicitadora mensagem do Evangelho, o que realmente vale a pena defender, foi perdido na guerra.

Irmãos e irmãs, creio firmemente que Deus não está satisfeito com a grande maioria do que é publicado em blogs em nome dEle.

Por quê?

Porque não há humildade na escrita, e muito pouco sentido de nossa própria fragilidade e susceptibilidade ao pecado (Isaías 66: 1-2).

Não há qualquer sentimento de tristeza pelo pecado, antes, há uma facilidade pecaminosa, quase uma alegria, em apontar o erro dos outros.

Todo mundo quer ser um profeta, eles simplesmente não querem conhecer a Deus.

Todo mundo quer ser um Paul Washer, eles simplesmente não querem gastar horas e horas estudando a Palavra de Deus, buscando a face de Deus em oração, e crescer, em conformidade a Ele como Paul Washer o faz.

Com certeza é divertido encher o ar com palavras afiadas contra o pecado, mas ninguém quer enfrentar o pecado em seu próprio coração.

Todo mundo quer ser um profeta, eles simplesmente não querem perder tempo em conhecer a Deus.

Afinal de contas, condenar o pecado e defender a verdade é muito mais divertido.

Qual é o resultado disto?

Temos um monte de profetas de hobby.

Os profetas do Antigo Testamento eram homens de Deus que podiam ouvir a voz dEle.

Eles muitas vezes choravam pelo peso da sua missão, mas foi dada por Deus, e eles não poderiam fazer nada além de falar (Jeremias 23: 9-10).

Sim, a carga de falar contra o pecado é pesada.

É pesada para você?

Ou é divertido?

Os antigos profetas estavam tristes com o pecado de seus ouvintes e da dureza de seus corações e literalmente choraram diante de suas cegueiras e do julgamento que estava por vir.

Quando foi a última vez que você chorou a respeito da rebelião e do pecado de alguém que você estava escrevendo?

Ouso dizer, para muitos de nós, nunca.

O mais doloroso de todos, Deus tem sido abandonado em favor da defesa da Palavra dEle.

Em nosso zelo para defender a verdade, temos esquecido Aquele que deveríamos estar amando acima de tudo.

Nós O honramos com nossa escrita, mas eu receio que muitas vezes os nossos corações estejam longe dEle.

Como eu sei disto?

Embora eu não possa ver corações, posso ver os frutos (a boca fala do que o coração está cheio), e não se parecem com santidade.

Deus não precisa de nossos blogs.

Quão estúpido somos se estamos pensando que nossos blogs são essenciais para a vida da Igreja e do eterno propósito de Deus.

Deus definitivamente não precisa de nós, mas Ele deseja nosso amor e nossa devoção. Você O ama? Você quer conhecê-lO?

Pensar em Deus traz alegria e felicidade para você?

Ou você tem mais satisfação manejando a espada plástica do seu teclado?

Se você está lendo este artigo e pensando em alguém que precisa de arrependimento, você está tanto perdendo e confirmando meu ponto.

O meu ponto é: olhe para o seu próprio coração.

Examine-se.

Se você é um blogueiro que verdadeiramente ama o Senhor e deseja agradá-lo, eu enfaticamente sugiro que você dê um passo para trás e examine o seu coração.

Desligue o computador e se coloque em seus joelhos.

Gaste o tempo que você iria dedicar blogando para seguir firme a Deus.

Em seguida, saia e ministre a pessoas verdadeiras, de carne e sangue.

Seja Cristo para ser alguém que está sofrendo ou na necessidade.

Receio que, se algo não mudar, vamos simplesmente descer ainda mais em disputas e difamações, o que acabará levando a completa inutilidade e irrelevância para o reino de Deus.

Termino com as palavras do Senhor em Apocalipse 2:

.
Estas são as palavras daquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro. .

Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança.

Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores.

Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido.
.
Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.

Lembre-se de onde caiu!

Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio.

Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.

Mas há uma coisa a seu favor: você odeia as práticas dos nicolaítas , como eu também as odeio.
.
Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Ao vencedor darei o direito de comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.

Um comentário:

  1. Isso me fez refletir,
    Deus realmente não precisa de nós, nós é que necessitamos da sua misericórdia.

    ResponderExcluir

REI DAVI....... Do Pastoreio ao Trono de Israel.... Davi, o filho mais novo de Jessé                                            - I...