domingo, 31 de janeiro de 2010

Profissionais do Púlpito ou Chamados para uma Missão?

Pois é......

Os primeiros discípulos foram tirados de suas ocupações diárias, segundo está escrito em Jo 1.35-51 e Mt 4.19.

O jovem Davi, em 1Sm 16.12, foi ungido com óleo para que posteriormente se tornasse rei de Israel.

Mui especificamente, do mesmo modo, o apóstolo Paulo foi chamado e escolhido para anunciar o nome e a autoridade de Cristo perante os gentios, os reis e os filhos de Israel (At 9.15).


E assim, na própria Escritura, há precedentes de chamados divinos para ministérios de tempo integral.

Não há dúvidas que Deus opera dentro desse padrão até o dia de hoje.


Que aqueles que pensam em dedicar suas vidas inteiramente ao serviço cristão, tenham o cuidado de estarem certificados de que possuem indicação específica a respeito, da parte do Senhor da Seara.


A chamada falsa (que é o mesmo: correr sem ter sido enviado), é questão séria. “Assim diz o Senhor Deus: Ai dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito sem nada ter visto!...”

Tiveram visões falsas e adivinhações mentirosas os que dizem: “O Senhor disse; quando o Senhor os não enviou; e esperam o cumprimento da Palavra” (Ez 13.3,6).


Aimaás ficou tomado pelo entusiasmo do momento e pelo exemplo de Cusi, o etíope, o mensageiro escolhido.

E rogou a Joabe que lhe fosse dada permissão para correr, Joabe retrucou: “Para que agora correrias, tu meu filho, pois não tens mensagem... conveniente” (2Sm 18.22).


Mas mediante a insistência, Joabe consentiu a Aimaás que fosse, e correu tanto que chegou à frente do verdadeiro mensageiro.


Ora, Aimaás era homem bom e cheio de zelo (2Sm 18.27), mas não tinha mensagem real, e o rei Davi, sem dar atenção, o pôs de lado.


Quão inútil e embaraçosa foi à corrida!


Porém, quando o Senhor se declara contra os profetas sem mensagem e sem visão, a atuação se torna muito mais séria.

Dt 18.20 declara: “Porém o profeta que presumir de falar alguma palavra em meu nome, que eu lhe não mandei falar... esse profeta será morto”.


Seria muito melhor passar a vida em uma tarefa secular, fazendo aquilo que é inofensivo, ainda que espiritualmente inútil, do que se intrometer no sagrado terreno espiritual.

Nadabe e Abiú entraram no antigo Tabernáculo levando fogo estranho; e da parte do Senhor saiu uma chama que os consumiu, e morreram perante o Senhor (Lv 10.1,2).


Nem aos menos se permitiu ao pai (Arão), e aos irmãos que os lamentassem, porquanto isso daria a impressão de terem ficado do lado deles e contra Deus, que os julgara.


A observação geral leva-nos a concluir que há pessoas que escolhem o ministério do evangelho como profissão, a fim de adquirirem prestígio social e terem oportunidade de exibir suas aptidões tribunícias e sociais.


A ocasião de dedicar-se à leitura e ao estudo, uma vida relativamente fácil, e a posição social na comunidade, constituem grande atração para certos homens.


Os tais monopolizam a chave do conhecimento; postam-se à porta do reino dos céus e ali não entram nem permitem que outros entrem (Lc 11.52).


São líderes cegos a guiar cegos, sem o conhecimento da vida eterna e das verdades do reino, e que ousam ocupar a posição de chefes e apascentadores das almas dos homens.


Mas, destituídos de vida ou do conhecimento espiritual, são incapazes de transmitir essas riquezas àqueles que os ouvem.


Quão grande será a condenação destes, tanto da parte daqueles aos quais iludiram, como da parte do Senhor, o juiz de todos.

7 comentários:

  1. Verdade.

    Que sou eu sem o a Direção do Senhor!

    ResponderExcluir
  2. Caro pr. Daniel Acioly
    A Paz do Senhor!
    Que o Eterno tenha misericórdia de nós, afinal, a secularização do ministério, a relativização dos valores, o costume com a atividade e o ativismo denominacional, tornam em uma linha tênue, a separação entre o homem chamado por Deus e o profissionalismo.
    Vigiemos e oremos!

    Parabéns pelo texto!
    Um grande abraço!
    Pr. Carlos Roberto

    ResponderExcluir
  3. Meu amado Pr. Carlos Roberto!

    Muito bem disseste: Misericordia, Vigiemos e Oremos!

    A Convicção da chamada nos dá a tranquilidade que ao final, ouviremos: Bem está....

    ResponderExcluir
  4. Paz do Senhor!

    Estou fazendo em meu blog uma pesquisa de opinião sobre o tempo em que estamos vivendo (dizem que é de unção, milagres, etc. Será?).
    Peço que participe.
    Basta deixar um comentário sobre o assunto na postagem mais recente.

    Obrigada e que Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  5. Pr. Daniel Acioli, tem leituras que fazemos e nos alegramos quando lemos. Pesso permissão para ser um seguidor de seu BLOG, por indicação do Pr. Ciro Sanches.

    Um Abraço

    Pr. Gualter Guedes

    ResponderExcluir
  6. Caro Pr. Gualter!

    Graça e Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo!

    Sinto-me honrado pelas palavras de carinho e apreço.

    O Pr. Ciro é um grande amigo e o tenho em profunda admiraçào e respeito.

    Amigos de meus amigos, são meus amigos!!

    Deus te abençoe.

    ResponderExcluir

AS MARCAS DO DISCIPULADO

AS MARCAS DO DISCIPULADO        Textos: Mateus 16.24 INTRODUÇÃO:  Paulo trazia no corpo as marcas de Cristo Jesus (Gl. 6.17).    ...