sábado, 20 de novembro de 2010

Meus Irmãos, teoria e prática quanta diferença!!!

Irmão Especial


Um amigo meu chamado Paul ganhou um automóvel de presente de seu irmão no Natal.

Na noite de Natal, quando Paul saiu de seu escritório, um menino de rua estava andando em volta do reluzente carro novo, admirando-o.

-- Este carro é seu, senhor ?

- ele perguntou.

Paul assentiu.

-- Meu irmão me deu de Natal.

O garoto ficou boquiaberto.

-- Quer dizer que foi um presente de seu irmão e não lhe custou nada?

-- Rapaz, quem me dera... - hesitou ele.

É claro que Paul sabia o que ele ia desejar.

Ele ia desejar ter um irmão como aquele.

Mas o que o garoto disse chocou Paul tão completamente que o desarmou.

-- Quem me dera - continuou o garoto - ser um irmão como esse.

Paul olhou o garoto com espanto, e então, impulsivamente, acrescentou:

-- Você gostaria de dar uma volta no meu automóvel?

-- Oh, sim, eu adoraria.

Depois de uma voltinha, o garoto virou-se e, com os olhos incandescentes, disse:

-- O senhor se importaria de passar em frente a minha casa ?

Paul deu um leve sorriso.

Pensou que soubesse o que o rapaz queria.

Ele queria mostrar para os vizinhos que podia chegar em casa num carrão.

Mas Paul estava novamente enganado.

-- Pode parar em frente aqueles dois degraus ? perguntou o garoto.

Ele subiu correndo os degraus.

Então, passados alguns momentos, Paul ouviu-o retornar, mas ele não vinha depressa.

Carregava seu irmãozinho paralítico.

Sentou-o no degrau inferior e depois de fortemente abraça-lo apontou o carro:

-- Ai está ele, amigão, exatamente como eu te contei lá em cima.

O irmão deu o carro a ele de presente de Natal e não lhe custou nem um centavo.

E algum dia eu vou te dar um igualzinho... então você poderá ver com seus próprios olhos, nas vitrines de Natal, todas as coisas bonitas sobre as quais eu venho tentando lhe contar.

Paul saiu do carro e colocou o rapaz no banco da frente.

O irmão mais velho, com os olhos brilhando, entrou atrás dele e os três deram uma volta comemorativa.

Naquela noite, Paul aprendeu que a felicidade maior sentimos quando a proporcionamos a alguém.

Que hoje seja um dia muito especial pra você!

7 comentários:

  1. que ilustração edificante!

    Pr. Marcos ( Pq. Bela Vista )

    ResponderExcluir
  2. Nada a acrescentar! Simplesmente abençoador!

    ResponderExcluir
  3. Prezamigo pr. Daniel Acioli,

    A paz do Senhor!

    E nós nos sentimos felizes em saber que possuímos irmãos do seu TIPO.

    Tipo daqueles que são mesmo, e não mudam.

    Se conhece com facilidade, até pelo que escrevem. Pois, entre as palavras há sentimentos. Sentimentos nobres!

    Por acaso é o seu caso!

    O Senhor seja contigo, nobre pastor!

    ResponderExcluir
  4. Shalom!

    Nobre Pr Daniel, estou lhe escrevendo para agradecer seu precioso comentário ref. ao artigo publicado no Mensageiro da Paz. Agradeço seu carinho e suas bondosas palavras, fruto do seu coração amoroso.

    Um abraço, Pr Marcello

    www.davarelohim.com.br

    ResponderExcluir
  5. Foi por isso que o Mestre dos mestres declarou: "Se sabeis estas coisas, bem-aventurado sois se as FIZERDES".

    Um grande abraço, meu amigo!

    Ciro Sanches Zibordi

    ResponderExcluir
  6. Shalom!

    Amado Pr, estou fazendo um duplo agradecimento:

    1) Por seu precioso comentário ref ao meu texto publicado na pág 22 do Mensageiro da Paz.

    2) Pela inclusão do meu banner no seu conceituado blog.

    abraços, Pr Marcello

    ResponderExcluir

VITÓRIA DE DAVI SOBRE A TRISTEZA

VITÓRIA DE DAVI SOBRE A TRISTEZA Texto: Salmos 34.19 INTRODUÇÃO:  Um homem que enfrentou muitas crises. I. UM JOVEM DE FÉ a. ...