quinta-feira, 2 de junho de 2011

Teoria e prática, quem se habilita?

A Alguns anos atrás esta foi a condição "imposta" a mim pelo Espirito Santo, quando buscava a solução de um grande problema que me assolava em todas as áreas de minha vida!

Você quer uma nova chance?

Sim Senhor! eu quero!

Te darei o que o você me pede, com uma condição; mas qual Senhor?

Perdoe os que te devem!

No momento não aceitei bem, mas pedi...SENHOR! ME AJUDE A PERDOAR!

Viajei pouco mais de mil kilometros, sózinho dentro daquele automovel e a luta foi enorme, e á medida que o Espirito Santo lembrava o nome do "desafeto" o perdão vinha e a vitória alcançada é para mim a maior experiência nesta área.

Concordo pois com as palavras abaixo.

"Suponhamos que você tenha uma pessoa que, por alguma razão, não gosta de você, vira-lhe o rosto, faz comentários desairosos a seu respeito, trata-lhe como inimigo, persegue você.

Você a encontra e no seu coração ecoa um grito silencioso por justiça ou até mesmo um desejo contido por vingança.

Tais coisas, sem que, em algumas circunstâncias, se saiba por que, acontecem.

Ainda perturbado, experimente orar por essa pessoa.

Este é o tipo de oração que parece feita no vazio.

Continue orando assim mesmo.

Ore porque quer obedecer a palavra de Jesus Cristo: “Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem” (Mateus 5.43).

Continue obedecendo, mesmo que a contragosto.

Se você ficar firme, verá o que acontecerá.

Quando encontrar essa pessoa de novo, a disposição do seu coração não será a mesma.

Ela ainda é inimiga, mas você se importa menos com sua inimizade.

Não se consegue odiar uma pessoa pela qual se ora.

Se persistir orando, você ainda a amará.

Experimente.

Experimente a sabedoria de Jesus."

Israel Belo de Azevedo

2 comentários:

  1. Prezamigo pr. Daniel Acioli,

    A paz de Cristo, o nosso Senhor!

    "Êta" coisa difícil de fazer! Orar pelos que nos atormentam e principalmente, pelos que nos maldizem, mas vale a pena praticar. Afinal, praticar o bem, nos dá a possibilidade de sentirmos a grandeza de Deus, e a certeza que estaremos vivenciando de perto, as possibilidades para darmos o valor correto ao que ocorre à nossa volta, sem sermos encontrados como néscios e dependentes da nossa própria vontade e não a vontade de Deus.

    Como é bom e agradável obedecermos ao Senhor, o nosso Deus.

    O Senhor seja contigo, nobre pastor,

    O menor de todos os menores.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Paz do Senhor Jesus!
    Quero parabenizá-lo pelo excelente blog!
    E aproveitar também, para convidar-lhe a conhecer o blog da ASM-MISSÕES:
    http://www.asmmissoes.blogspot.com


    Que Deus continue te abençoando derramando bençãos dos céus sobre sua vida cada dia mais!
    No amor de Cristo,

    Fábio Martins - Secretário Geral da ASM - Caxambu-MG

    ResponderExcluir

REI DAVI....... Do Pastoreio ao Trono de Israel.... Davi, o filho mais novo de Jessé                                            - I...