segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

E O Orgulho deixa?




Errei, e agora?

Gálatas 1:17b-24

Há uma máxima que diz: “Errar é humano”, o que não deixa de ser uma grande verdade.

A Bíblia diz que todos nós erramos, cometemos pecados.

O salmista dez que a nossa natureza é pecaminosa.

Salmos 51:5 “Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”.

Paulo diz que todos pecamos.

Romanos 3:23 “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”.

Romanos 5:12 “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”.

João afirma que não podemos negarmos a nossa natureza pecaminosa.

1 João 1:8 “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.”

O que é estarrecedor, é que muitos de nós, não temos tido coragem para repara os erros.

Mateus 27:3-5 “Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos, dizendo: Pequei, traindo sangue inocente.

Eles, porém, responderam: Que nos importa? Isso é contigo. Então, Judas, atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se”
A Bíblia nos diz que o Apostolo Paulo, após sua conversão, foi para o deserto da Arábia.

Não sabemos ao certo o que Paulo foi fazer na Arábia!

a) Alguns dizem que foi a Arábia para testemunhar da sua fé.

b) Outros dizem que Paulo foi para a Arábia, falar com Deus antes de falar aos homens.

O importante não é o que Paulo foi fazer na Arábia,

O mais importante é o que Paulo fez depois que deixou a Arábia.

I- Após deixar a Arábia, Paulo foi para Damasco.

Vs. 17c “mas parti para as regiões da Arábia e voltei, outra vez, para Damasco”.

Onde havia levado a prisão mulheres e crianças.

Atos 9:1,2 ”E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote e pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, quer homens, quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém”.

Paulo teria que passar por Damasco, para reparar seus erros ali cometidos, e dar testemunho de sua fé.

Paulo não teve vergonha, voltou a Damasco para pedir perdão às suas vitimas.

II- De Damasco Paulo foi para Jerusalém.
Vs. 18 “Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro e fiquei com ele quinze dias”.

Ali Paulo encontrou alguns amigos, aos quais deveria falar de sua nova vida.

Vs. 23-24 “mas somente tinham ouvido dizer: Aquele que já nos perseguiu anuncia, agora, a fé que, antes, destruía.
E glorificavam a Deus a respeito de mim”.

Creio que em Jerusalém, Paulo foi a casa de Estevão, e vendo sua esposa, agora viúva, e seus filhos, pediu-lhes perdão, pelo que fizera a Estevão.

Atos 7:54-58 “E, ouvindo eles isto, enfureciam-se em seu coração e rangiam os dentes contra ele. Mas ele, estando cheio do Espírito Santo e fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus e Jesus, que estava à direita de Deus, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, que está em pé à mão direita de Deus. Mas eles gritaram com grande voz, taparam os ouvidos e arremeteram unânimes contra ele. E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas vestes aos pés de um jovem chamado Saulo”.

III- De Jerusalém, Paulo foi a Síria e a Cilícia, onde ficava sua cidade natal, Tarsis.

Vs. 21 “Depois, fui para as partes da Síria e da Cilícia”.

Ali estavam seus amigos de infância, todos judeus, ele cristão.

Paulo voltou a Tarsis, sua cidade natal, porque precisava acertar as contas com o passado.

Precisamos reconhecer, que existem contas com o passado que ainda não foram acertadas.

1 João 1:8 “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.”

Precisamos pedir a Deus, que nos conceda o mesmo entendimento concedido a Paulo, a coragem para repararmos os nossos erros.

1João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.

Um comentário:

  1. Prezamigo pr. Daniel Acioli,

    A paz amado!

    Permita-me emitir em alta voz um ALELUIA! por tão maravilhosa Graça de Deus e pela vida especial do nosso irmão Paulo, que nos incentiva através de sua vida. A vida de um verdadeiro servo, despreocupado com títulos e preocupado com a responsabilidade de Deus sobre a sua vida.

    ALELUIA!

    O Senhor seja contigo, nobre pastor,

    O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

    ResponderExcluir

AS MARCAS DO DISCIPULADO

AS MARCAS DO DISCIPULADO        Textos: Mateus 16.24 INTRODUÇÃO:  Paulo trazia no corpo as marcas de Cristo Jesus (Gl. 6.17).    ...